A influência da iniciação ao treinamento esportivo sobre o desenvolvimento motor na infância: um estudo de caso

Título: A influência da iniciação ao treinamento esportivo sobre o desenvolvimento motor na infância: um estudo de caso

Autores: Priscila Garcia Marques da Rocha, Darley José Olimpio da Rocha, André Luiz Bertolasce

Descrição: Artigo publicado na Revista da Educação Física / UEM – Journal of Physical Education

Data: 2010

URI: http://ojs.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/7853

Resumo:

O estudo teve como objetivo investigar as contribuições da iniciação esportiva para o desenvolvimento motor de crianças de seis a nove anos da região de Maringá – PR. Dele participaram crianças do treinamento de futsal (n=40 iniciantes; n=40 >06 meses de treinamento). A escala de desenvolvimento motor de Rosa Neto (2002) foi utilizada como instrumento de medida. Para análise dos resultados utilizou-se o teste de Mann-whitney e a ANOVA (p < 0,05). Para o grupo de meninos com mais de 06 meses de treinamento, as médias da idade motora global foram superiores às da idade cronológica, com diferenças estatisticamente significativas para o grupo de 07 anos (IMG = 92,34 ± 4,03, IC = 84,53 ± 2,23; *p=0,022) e de 09 anos (IMG = 120,00 ± 5,00, IC = 108,12 ± 1,78; **p=0,001). Os meninos de 07 e de 09 anos com mais de 06 meses de prática apresentaram classificação de desenvolvimento motor normal alta (7 anos QMG: 93,63 ± 11,03 (iniciantes); 110,03 ± 4,80 (praticantes); *p=0,041. 9 anos QMG: 100,3 ± 4,14 (iniciantes); 111,13 ± 4,60 (praticantes); *p=0,049). Concluiu-se que o treinamento desportivo pode trazer contribuições positivas para os componentes motores de crianças, gerando vantagem para o desenvolvimento motor.

 

Trabalho na íntegra: http://ojs.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/7853/6571

Deixe uma resposta

seis + 10 =